CANHOTICES

...em Torres Novas, Ribatejo, Portugal. Do lado esquerdo da vida.

31.3.07

Para o JARDIM DO ARRAIAL

Publicada por zemanel |

Informação em exclusivo para o JARDIM DO ARRAIAL.
Para dissipar dúvidas.
http://www.oesteonline.pt/noticias/noticia.asp?nid=3804
(Já agora fica a saber que sou ISCSPIANO e conheço algumas histórias relacionadas com a origem goesa do professor. Conta-se uma história (por confirmar) que uma certa personalidade reitoral uma certa vez chamou monhé ao Professor e acabou por levar com uma cadeira na cabeça -atitude acertada aliás...

30.3.07

Informação segura!

Publicada por zemanel |

O Canhotices pode adiantar desde já onde os betos vão comer cabrito:

CERVEJARIA TORRES:
Pires de Lima (sempre pode acompanhar com uma super-bock de pêssego)
ESPALHA BRASAS
Paulo Portas ( o nome do restaurante diz tudo)
FRANGO GUIA GRILL
Narana Coissoró ( o picante do frango da guia faz lembrar as chamuças)
O LAMEGO
Daniel Campelo ( Lamego, Ponte Lima, estão a ver..)
A TASCA
Hélder Amaral ( o homem é da beira, caraças)
O ALTO PINA
Nobre Guedes ( ouviu falar em Alto Pina e julga que é qualquer coisa de nobres)
AQUÁRIO
Nuno Melo ( julga que é um Tubarão)
MÁRIO ALTURAS
Herculano Gonçalves ( o homem é de Alcanena - sabe onde se come bem e barato)
O PINTASSILGO
Nogueira Pinto ( não vem à reunião, mas como o Pintassilgo fica perto da Cidade)
SOLAR DA VALADA
Pedro Feist ( um Feist só vai a solares)
SEVEN IN
Ribeiro e Castro (com este nome o homem pensa que é em Bruxelas)
AVENIDA.
Diogo Feio (fica em frente à escola...)
BORDA DÁGUA
Nuno Fernades Thomaz ( que lembrou-se de um pacto de todos os partidos sobre o mar )
NERSANT
Lobo Xavier (este só se dá com empresários)



30.3.07

Cabrito

Publicada por zemanel |


Afinal a malta do CDS vem é ao cabrito!

Começa amanhã mais um tradicional festival gastronómico do Cabrito - aqui em Torres Novas.

Os restaurantes aqui da terra já estão todos satisfeitos: se não houver mais clientela, pelo menos os betos do cds vão andar por aí...

(Soube de fonte segura que os donos dos restaurantes andaram hoje nos hipers a comprar kilos de pimenta para os betos pôrem na língua...).

Outra vantagem: como se sabe que eles não andam propriamente numa fase de "ajuntamentos" vai haver betos de sobra ao cabrito, que é como quem diz "se fores ao Pics eu vou ao da nersant". Só não estou a ver aquela betalhada a ir pró Alturas...Fazem mal que o cabrito é do melhor que há.

Esta do Festival do Cabrito ainda tem outra vantagem: se houver algum beto que se exalte lá na reunião e chame cabrão a outro beto, pode sempre desculpar-se no fim e dizer que afinal só estava a falar do almoço.

30.3.07

Jorge Cordeiro

Publicada por zemanel |


Pintura borrada
Jorge Cordeiro in O AVANTE!
O anticomunismo está para o Bloco como a nata está para o leite: à mais leve distracção aí vem ao cimo. Hóspedes da casa, o preconceito e a animosidade ao PCP, por mais que se disfarcem ou contenham, acabam sempre por assomar à janela. Foi o que sucedeu pela boca de Rosas na festa de aniversário do Bloco. Segundo ele, a coisa a que pertence é aquela esquerda que se não confunde com, referindo-se ao PCP, «múmias paralíticas de um socialismo falhado». A boçalidade da expressão — tenha ela origem na insatisfação histórica que os parcos oito anos de vida que ali foi comemorar suscitem ou na frustração que a escassa audiência do evento lhe induziu — não consente atenuantes. Poder-se-ia dizer, com alguma bonomia e muita ingenuidade, que inebriado por um ambiente de família e perante o seu pequeno mundo sectário e intolerante, o homem se excedeu. Errar-se-ia. Rosas deu voz ao que inunda o pensar e agir do partido a que pertence. Por razões ideológicas – amarradas a um esquerdismo inconsequente e provocatório; por razões políticas e sociais – de pendor social-democrata, nutridas num verbalismo radical pequeno-burguês; por razões de atitude e comportamento – animadas pela inveja do que, não podendo ser, gostariam de poder parecer. A expressão carece entretanto, deixado de lado o insulto ao PCP, de duas observações. A primeira, sobre o juízo histórico que ela encerra. Mesmo desvalorizando o sentido da afirmação — considerado que seja a sua conhecida falta de rigor histórico e inclinação para a rescrita e retalho da mesma — ela é esclarecedora quanto ao ideário e posicionamento do BE. «Empalhado» que está para o Bloco o socialismo, explicado fica o que vale o termo na respectiva verborreia programática. E arredada que seja a radicalidade propagandística a que, para efeitos de alivio de consciência e pose vanguardista, o uso do termo é sujeito melhor demonstrado ficará aquele indisfarçável deslumbramento com a utopia de um capitalismo mais justo que inunda subliminarmente aquelas cabeças. A segunda para, olhando para a contrastante compostura com que Rosas se referiu ao PS, aconselhá-lo a não despender energias em busca do que designa por «recriar o caminho do socialismo», pela singela razão de que o socialismo “moderno e democrático” que o embevece, recriado está em Portugal e na Europa (aquela mesma Europa para a qual defendem uma Constituição) pela mão incansável dos socialistas e respectivos partidos.A revelação deixada por Louçã no evento de que o BE surgiu da ideia de criar um partido novo «sem base numa só ideologia» e onde se «juntem cores diferentes» só podia mesmo dar no que deu: uma pintura borrada.

30.3.07

Wrestling em Torres Novas: Amanhã!

Publicada por zemanel |


29.3.07

Agostinhos

Publicada por zemanel |

Porque é que há coisas que fazem parte do passado e , desenterradas, ganham uma actualidade do caraças?



Ai Agostinho
Ai Agostinha
Que rico vinho
Vai uma pinguinha?
Este país perdeu o tino
A armar ao fino, a armar ao fino
Este país é um colosso
Está tudo grosso, está tudo grosso
Isto é que vai uma crise, isto é que vai uma crise!

29.3.07

Pedro Natal da Luz

Publicada por zemanel |

Foi através do A VER O MUNDO (http://averomundo-jcm.blogspot.com/2007/03/pedro-natal-da-luz.html) de Jorge Carreira Maia que soube da reforma do Professor de História Natal da Luz. Fui aluno do Professor, no 12º ano, quando disputávamos todas as décimas possíveis para entrarmos na faculdade e, todos nós, os seus alunos sentíamos a mão pesada da "forretice" das suas notas. Sendo verdade que sentíamos um certo sabor a injustiça perante outros colegas que noutras disciplinas tinham notas muito mais abonadas.
Mas todos os que mais tarde, entrámos na faculdade, reconhecemos a superior qualidade pedagógica do Professor : com Natal da Luz (bem como com o Professor Eduardo Bento em filosofia) ficávamos realmente preparados para enfrentar as exigências do estudo universitário. São inesquecíveis nas suas aulas as dores de barriga que em geral todos tínhamos com a chamada para o livro de ponto, a entrega dos testes, a exigência pedagógica de termos de preparar a aula para o dia seguinte...coisas que em 1990 já estavam desactualizadas, mas que hoje ( pelo menos faço-o pessoalmente) sinto terem tido uma utilidade a toda a prova. Até porque a qualidade da transmissão de conhecimentos era absolutamente inquestionável - é inesquecível a dualidade compatível entre o elevado grau de exigência e um ensino da História de um ponto de vista científico progressista.
Para além disso, Pedro Natal da Luz é uma referência cívica em Torres Novas - cujo reconhecimento oficial tarda a chegar. Há a sensação que alguns dos mandantes desta terra nunca lhe perdoaram a insolência de ter sido o primeiro presidente de Câmara eleito ( pelo PS) e nunca ter apoiado (pelo contrário) o outro Presidente de Câmara PS da história de Torres Novas.
Apesar da sua reforma, como torrejanos, esperamos ainda do Professor Natal da Luz o seu contributo para o progresso cívico e cultural de Torres Novas.

29.3.07

Abrupto

Publicada por zemanel |


Do Abrupto, (www.abrupto.blogspot.com) do insuspeito JOSÉ PACHECO PEREIRA:
"LENDO
VENDO
OUVINDO
ÁTOMOS E BITSde 28 de Março de 2007
O tratamento cruel, mesquinho, machista que alguns blogues, tidos como sendo de "direita", dão a Odete Santos deve envergonhar qualquer pessoa bem formada, independentemente de se concordar ou não com as suas ideias. Este é um dos exemplos de como o engraçadismo que passa por humor na blogosfera, onde há muitos Gatos Fedorentos-mirins, como analistas-mirins, críticos-mirins, escritores-mirins e acima de tudo muitas pessoas-mirins, não passa de uma miséria do pensar e de um defeito do carácter. Odete Santos é uma excelente deputada, trabalhadora quanto baste, advogada temível, conhecedora das suas matérias, que já vi desfazer com a maior facilidade alguns meninos (e meninas) que pensam que por serem mais elegantes e bonitos do que ela lhe são superiores. Já a vi , por exemplo, pôr na ordem com grande aisance um dos Gatos Fedorentos, que teve que engolir em directo uma graça demagógica. Mas estes são os tempos em que vivemos, e este protesto não vai mudar nada."

28.3.07

Ruben Carvalho

Publicada por zemanel |


28.3.07

Somos números

Publicada por zemanel |

As contazinhas da mercearia deram 3,9 % de défice.

A obsessão transformou os portugueses em números.
Números menores. De gente sem saúde, justiça, educação, emprego.
Números de um país por cumprir.
No deve e haver da mercearia - onde tão poucos se amanham do muito que é de tantos!
Estamos todos a consolidar.
O Produto Interno Bruto, o Líquido...
És número, dado estatístico, quoficiente de correlação.
Mas és sobretudo, o desvio-padrão.
É tempo de mandares isto tudo pró PI!

28.3.07

A Saúde em Torres Novas

Publicada por zemanel |

Do jornal "o mirante" :

"Centro de Saúde de Torres Novas passa receitas sem ver os doentes
Duas vezes por semana Emília Aguiar, ex-funcionária do posto médico de Ribeira Branca, desloca-se ao Centro de Saúde de Torres Novas com dezenas de pedidos para receita de medicamentos. Esta é a alternativa mais viável que os doentes crónicos têm para poderem continuar a tomar a medicação, desde que ficaram sem médico de família, depois do posto encerrar as portas, em Dezembro de 2005. O receituário é quase sempre passado pela directora do centro de saúde, fora do horário normal de funcionamento. Uma situação que contradiz as instruções dadas pela Sub-Região de Saúde de Santarém a cada centro de saúde do distrito. O ideal é, diz o director da Sub-Região, Fernando Afoito, que todos os doentes crónicos sem médico de família sejam vistos por um médico numa consulta de recurso, mesmo que seja apenas para a renovação do receituário.
Uma situação “ideal” que muitas vezes não se consegue pôr em prática no terreno devido à falta de médicos. “O Centro de Saúde de Torres Novas está em ruptura”, diz a sua directora, Ana Marta, quando confrontada por O MIRANTE sobre a situação. Afirmando ter “perdido” quatro médicos no último ano, Ana Marta realça o facto de ter actualmente um médico no Atendimento Complementar (AC). “Quando aqui cheguei, em 2004, havia 10 mil doentes sem médico de família. Menos de um ano depois deixou de haver lista de espera, com arranjo de horários dos médicos existentes. Mas não se podem fazer milagres quando em um ano se fica sem quatro clínicos”, refere a directora do centro.

28.3.07

Rio esteve cá

Publicada por zemanel |

Rui Rio, presidente da Cãmara do Porto esteve em Torres Novas num jantar organizado pela concelhia torrejano do PSD. A julgar pela reportagem do Entrecidades Carlos Rodrigues da JSD local é que parece não ter muita imaginação... Pegou no Comunicado de janeiro do PCP de Torres Novas e, mudando umas vírgulas lá fez um copy+paste mais ou menos descarado, na sua intervenção política. Pelo menos é o que parece...Mas isso é o menos importante. O importante é que realmente Carlos Rodrigues disse.
Seja como for o Canhotices saúda as preocupações comuns da JSD - que reconhecem a justeza das preocupações do PCP local. Seja bem vinda a voz da JSD! Vamos à luta? Começamos por onde? Contestando o Código do Trabalho dos governos PSD-CDS?
Intervenção de Carlos Rodrigues ( no Entrecidades):
" A única universiadde prometida está na gaveta junto de tantas outras promessas.: Chiva Som ou Centro de negócios. Preocupa-nos que a grande maioria dos jovens não possa voltar à sua terra " onde tem escassas oportunidades de emprego ou " sujeita a trabalhar em part-time nas grandes superfícies que florescem como cogumelos na cidade. É com trabalho precário que é mal pago que os jovens iniciam o seu projecto de vida?"

Comunicado do PCP de Janeiro ( nomeadamente os pontos 4 e 5):
"4 - Constatamos que a gestão PS da Câmara Municipal tem anunciado com pompa e circunstância a criação de mais empregos, dada a abertura em “catadupa” de hipermercados, shoppings e Bases Logísticas de Apoio às grandes Cadeias Comerciais. O PCP lamenta que o Investimento em novos Empregos assente na proliferação de Empresas caracterizadas por Trabalho Precário, Baixos Salários, Baixa Formação / Qualificação Profissional e Baixa Especialização Profissional sendo facilmente “deslocalizáveis” tal como já sucedeu com a Tonova ( a Fábrica Inglesa das Carnes) e como sucede frequentemente em todo o país.
5 - O PCP verifica que não há Investimento em Emprego com Base Tecnológica, apostando na Inovação e Desenvolvimento com altos níveis de exigência de Qualificação, Especialização e Qualidade Ambiental, deixando na região as suas mais valias – nomeadamente proporcionando aos muitos jovens torrejanos que estudam, o regresso a Torres Novas quando terminam as suas licenciaturas e mestrados."

Foto: Jornal Torrejano

António Rodrigues, Presidente da Câmara Muncipal de Torres Novas, anunciou que tem tido contactos pessoais ( e telefónicos) com o sr Ministro da Saúde que lhe tem GARANTIDO que as urgências dos Hospitais de Torres Novas e Tomar , "vão ficar como estão".

Entretanto, segundo a edição de hoje do Entrecidades, o PSD local divulgou uma reportagem da TVI com o sr ministro "em que se pode ouvir de viva voz do governante que nunca falou do assunto aos autarcas da região".( in Entrecidades de 28 março 2007).

QUEM ESTÁ A MENTIR AOS TORREJANOS?

EXIGE-SE UM PALAVRA DA CÂMARA SOBRE ESTE ASSUNTO

26.3.07

BRANQUEAR

Publicada por zemanel |


Não há inocências. Não acreditem nisso. Nem há coisas lights, banais, meros passatempos televisivos.
Há uma máquina de lavar a trabalhar e bem.
Anda por aí um super poder branqueador.
Batem leve, levemente...

MAS O FASCISMO NÃO PASSARÁ!

do Publico on- line:
"Lista "apolítica" na Faculdade de Letras de Lisboa
Extrema-direita quer entrar nas secundárias e universidades
26.03.2007 - 08h54 Bárbara Wong

Nas escadas que dão acesso ao bar novo da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa estão uns fachos pretos pintados no chão. Os sentidos proibidos vermelhos, posteriormente marcados por cima dos fachos, dão uma pequena ideia do que se passa entre os estudantes daquela escola.
No primeiro patamar, confirma-se que há grupos políticos que rivalizam: uns escrevem "a chama vive", outros respondem "a chama queima", ao que os primeiros acrescentam "e o comunismo mata". A palavra final vai para "Fascismo nunca mais"? Não, porque o substantivo foi riscado, deixando o advérbio sozinho.Os estudantes de Letras têm dois dias para decidir se querem uma associação com dirigentes simpatizantes do Partido Nacional Renovador (PNR) e do movimento da Frente Nacional, a Lista X; ou ligados ao PCP, a Lista U. Para Rita Vaz, dirigente da Juventude Nacionalista (JN) do PNR, a Faculdade de Letras pode ser a primeira de muitas associações que o partido pretende conquistar. A lista, acrescenta, apesar de ter simpatizantes do PNR, é "apolítica", porque também há elementos da Frente Nacional, um movimento nacionalista, e do Bloco de Esquerda, para "mostrar que todos podem participar". "No próximo ano formaremos uma lista nossa", promete.Porque é esse o objectivo do PNR: "Actuar junto dos meios juvenis, nomeadamente escolas secundárias e universidades, disseminando as ideias, princípios e programa do PNR", está escrito na página de Internet da JN. "A nossa intenção sempre foi candidatarmo-nos às associações de estudantes, o que é um bocadinho complicado, porque são controladas pela Juventude Comunista Portuguesa e pelo Bloco de Esquerda", refere Rita Vaz, estudante de Medicina na Universidade da Beira Interior. Miguel Tiago, deputado do PCP, declara que "os movimentos associativos são dos estudantes e não dos partidos" para justificar que não comenta a candidatura rival.Além da Faculdade de Letras, a JN quer conquistar Direito e as universidades da Beira Interior e do Porto; e as secundárias do Algarve, Beira Interior e Lisboa, onde "há núcleos mais fortes". A ideia é "transmitir aos jovens uma mensagem nacionalista sadia, opondo às ideologias esquerdistas da morte e da anarquia os valores da pátria, da família, do mérito e da natureza", continua o site. "Pretendemos chegar a cada escola, formando aí um escol ideologicamente preparado e disposto a actuar politicamente de um modo radical e decisivo", determina.Na Faculdade de Letras há ameaças e intimidações, dizem alguns estudantes contactados pelo PÚBLICO. "Parece haver ameaças por parte de apoiantes da Lista X, que nem sequer é contra a Lista U", confirma Álvaro Pina, presidente do conselho directivo, mas ainda não foram apresentadas queixas formais, acrescenta.Um dos espaços onde os estudantes alegam ter sofrido ameaças é o bar novo. Álvaro Pina sabe que, de há uns meses para cá, o bar tem servido de "local de encontro para cerca de meia centena de alunos de direita, extrema-direita e também pessoas estranhas" à universidade. Os funcionários e seguranças da escola estão atentos a eventuais problemas.A organização SOS Racismo denuncia que um dos elementos da Lista X foi um dos condenados pelo assassinato de Alcindo Monteiro, em Lisboa, em 1995. Rita Vaz, da JN, conhece a pessoa, diz pertencer à Frente Nacionalista, mas não sabe se está na lista. O presidente do directivo confirma que "há um elemento activo na Lista X que tem cadastro", mas não sabe se é essa pessoa. O reitor António Nóvoa está "preocupado e atento", mas "confiante no espírito democrático dos estudantes", informa o assessor da reitoria, António Sobral. O reitor António Nóvoa está "preocupado e atento", mas "confiante no espírito democrático dos estudantes".

23.3.07

Senhor Engenheireiro

Publicada por zemanel |


23.3.07

O tempo das cerejas

Publicada por zemanel |

Está na blogoesfera e recomenda-se. Pleno de vigor intelectual. Irónico às vezes, subtil algumas outras, incisivo sempre.

23.3.07

Saúde em Torres Novas

Publicada por zemanel |

Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo
REUNIÃO COM AS POPULAÇÕES
AS FREGUESIAS DE PEDRÓGÃO,RIBEIRA BRANCA E MEIA VIA ( c/ localidades de Santiago)
ESTÃO SEM MÉDICO HÁ MAIS DE UM ANO
REUNIÕES:
30 Março, 21 horas, PEDRÓGÃO na Sociedade Filarmónica
31 Março, 21 horas, RIBEIRA na sede da Junta de Freguesia
02 Abril, 21 horas, MEIA VIA e localidades de SANTIAGO na Euterpe Meiaviense
TÊM A PALAVRA OS UTENTES
PARA DECIDIR O QUE FAZER!

22.3.07

DIA INTERNACIONAL DA ÁGUA

Publicada por zemanel |

22.3.07

Água de Torres Novas!!

Publicada por zemanel |


Hoje é o DIA INTERNACIONAL DA ÁGUA!

Um bem escasso e cada vez mais valioso. Mas sempre necessário e que tem que ser defendido como um BEM PÚBLICO!
Aqui em Torres Novas, em Abril vamos ter um aumento escandaloso da conta da água! Que afectará sobretudo a maioria das famílias e aqueles que têm consumos mais baixos.
Esta proposta da autoria de António Rodrigues e da maioria PS constitui mais que um escândalo: É claramente um primeiro passo para a privatização da água - aumenta-se os preços para que o privado compre um serviço altamente lucrativo!
O PCP e a CDU têm actualmente nas nossas ruas uma campanha de contestação ao escândalo!!!
A oposição PSD calou-se - coniventes com o "negócio"?
Mas esta é uma luta de todos:

DEFENDAMOS A ÁGUA PÚBLICA!

NÃO AO AUMENTO ESCANDALOSO DA ÁGUA!

NÃO À PRIVATIZAÇÃO DA ÁGUA!

Publicada por zemanel |


I got my name in lights with notcelebrity.co.uk

Torres Novas no Centro do progresso!!!!

Centros Comerciais, Hipermercados, Bases Logísticas!

21.3.07

Défice

Publicada por zemanel |


Nos cemitérios não há Défices. Isso é certo.

21.3.07

Parlamento

Publicada por zemanel |

Está a esta hora ainda a decorrer o debate mensal na assembleia da república com o senhor primeiro-ministro. José Sócrates acaba agora mesmo há um minuto de elogiar o úico líder partidário que compreendeu a sua política: José Ribeiro e Castro (!!!!!!)
Confirmamos bem agora a quem este governo serve!
À direita parlamentar o debate correu mal: como criticar aqueles que fazem a sua própria política.
À esquerda Jerónimo de Sousa e Francisco Louçã estiveram muito bem- como aliás se viu no morder de lábio do senhor primeiro-ministro.

21.3.07

Mudar a França, para mudar a Europa!

Publicada por zemanel |


21.3.07

França 2007: ESQUERDA POPULAR E ANTI-LIBERAL

Publicada por zemanel |


21.3.07

Sedes partidárias

Publicada por zemanel |

A propósito dos útlimos acontecimentos do Caldas, que se relembre a História!
A Direita Nacional, tem uma larga experiência em assaltar Sedes Partidárias...
Está-lhes no sangue...Querem clicar em baixo?

21.3.07

Dia Mundial da Poesia: NO TEU POEMA

Publicada por zemanel |


No teu poema

existe um verso em branco e sem medida,

um corpo que respira, um céu aberto,

janela debruçada para a vida.

No teu poema existe a dor calada lá no fundo,

o passo da coragem em casa escura

e, aberta, uma varanda para o mundo.

Existe a noite,

o riso e a voz refeita à luz do dia,

a festa da Senhora da Agonia

e o cansaço

do corpo que adormece em cama fria.

Existe um rio,

a sina de quem nasce fraco ou forte,

o risco, a raiva e a luta de quem cai

ou que resiste,

que vence ou adormece antes da morte.

No teu poema

existe o grito e o eco da metralha,

a dor que sei de cor mas não recito

e os sonhos inquietos de quem falha.

No teu poema

existe um cantochão alentejano,

a rua e o pregão de uma varina

e um barco assoprado a todo o pano.

Existe um rio

a sina de quem nasce fraco ou forte,

o risco, a raiva e a luta de quem cai

ou que resiste,

que vence ou adormece antes da morte.

No teu poema

existe a esperança acesa atrás do muro,

existe tudo o mais que ainda escapa

e um verso em branco à espera de futuro.


José Luís Tinoco

20.3.07

EU, ETIQUETA (Carlos Drummond Andrade)

Publicada por zemanel |

Poema Brasileiro dito por Paulo Autran

Eu, etiqueta

Em minha calça está grudado um nome
que não é o meu de batismo ou cartório,
um nome... estranho.
Meu blusão traz lembrete de bebida
que jamais pus na boca, nesta vida.
Em minha camiseta, a marca de cigarro
que não fumo, até hoje não fumei.
Minhas meias falam de produto
que nunca experimentei,
mas são comunicados a meus pés.
Meu tênis é proclama colorido
de alguma coisa não provada
por este provador de longa idade.
Meu lenço, meu relógio, meu chaveiro,
minha gravata e cinto e escova e pente,
meu copo, minha xícara,
minha toalha de banho e sabonete,
meu isso, meu aquilo,
desde a cabeça ao bico dos sapatos,
são mensagens,
letras falantes,
gritos visuais,
ordens de uso, abuso,
reincidência,costume,
hábito, premência,
indispensabilidade,
e fazem de mim homem-anúncio itinerante,
escravo da matéria anunciada.
Estou, estou na moda.
É doce estar na moda, ainda que a moda
seja negar minha identidade,trocá-la por mil,
açambarcando
todas as marcas registradas
todos os logotipos do mercado.
Com que inocência demito-me de ser
eu que antes era e me sabia
tão diverso de outros,
tão mim-mesmo
ser pensante, sentinte e solitário
com outros seres diversos e conscientes
de sua humana, invencível condição.

Agora sou anúncio,
ora vulgar ora bizarro,
em língua nacional ou em qualquer língua
(qualquer, principalmente).
E nisto me comprazo,
tiro glóriade minha anulação.
Não sou - vê lá - anúncio contratado.
Eu é que mimosamente pago
para anunciar, para vender
em bares festas praias pérgulas piscinas,
e bem à vista exibo esta etiqueta
global no corpo que desiste
de ser veste e sandália de uma essência
tão viva, independente,
que moda ou suborno algum a compromete.
Onde terei jogado fora
meu gosto e capacidade de escolher,
minhas idiossincrasias tão pessoais,
tão minhas que no rosto se espelhavam,
e cada gesto, cada olhar,cada vinco da roupa
resumia uma estética?
Hoje sou costurado,
sou tecido,sou gravado de forma universal,
saio da estamparia,
não de casa,da vitrina me tiraram,
recolocam,objeto pulsante mas objeto
que se oferece como signo de outros
objetos estáticos, tarifados.
Para me ostentar assim,
tão orgulhoso
e ser não eu,
mas artigo industrial,
peço que meu nome retifiquem.
Já não me convém o título de homem.
Meu nome novo é coisa.
Eu sou a coisa, coisamente.

(Carlos Drummond de Andrade)

Publicada por zemanel |
Publicada por zemanel |


19.3.07

all mourol

Publicada por zemanel |


QUEREM MARKETING TURÍSTICO? ESTA VAI À BORLA!

aqui na região dos templários, onde imperou a espada do templário Gualdim Pais, esconde-se em Almourol o verdadeiro segredo escondido do código Da Vinci...Aqui, no castelo de

ALL MOUROL-THE DA VINCI CODE'S SECRET REGION!

19.3.07

Já fostes ó ólgarve?

Publicada por zemanel |


O shôr menistro da Econmia é um show. Agora lembrou-se desta do Allgarve - ólgarve - prós amigos. Diz que é marketing, pre vender melhor as praias, o zé zé camarinha e o Kiss Club às bifas, caixas de supermercado, que vê pra cá à procura de quem lhe put a cream, very nice, thanks.

A ideia é tão all-parva que até o google, ao digitarmos allgarve, pergunta se nós temos a certeza do que estamos a perguntar!!!!!

Mas parece que a ideia não fica por aqui...o Pinho mais as empresas do marketing vão estender a ideia de criar novas marcas para outras regiões do país. Para ficarmos mesmo camones!

Dá-me ideia que aqui o Ribatejo ainda vai ser o Up- Tejo!!!
Se quiser aproveitar a ideia e o símbolo, por mil euritos, pode fazer copy+paste.
Sempre dá para uma semanita no ólgarve.
Agradecido.
(ah é verdade, os mil euros é sem factura...mas isso não é preciso pois não?)

19.3.07

Quem é o Tubarão?

Publicada por zemanel |


Há uma novela portuguesa na TVI, chamada "Tempo de Viver", que tem tido algum sucesso nos shares de audiência. Há quem explique isso com o facto da novela abordar temas da realidade social, nomeadamente: a homosexualidade, o a sexualidade swinger, a sexualidade na terceira idade, a reprodução in vitro de embriões congelados, a prostituição de luxo, etc..

Toda esta acção decorre em torno de uma família de empresários ricos do nosso país, cuja principal figura - Fausto Martins de Melo - é atormentado por uma anónima e sinistra personagem que sob o nome de Tubarão o pretende destruir.

Curiosamente, com tantos problemas sociais a que o autor se agarrou não há referências a : Desemprego, Salários em Atraso, Precaridade laboral, Sindicatos, Greves, Manifestações, Contestação, etc...Ou seja os autores de novelas até podem ir buscar certas coisas da realidade mas não são parvos. Vão buscar aquelas coisas , pretensamente incomodativas e pretensamente polémicas. Aquilo a que se chama as causas fracturantes. Mas aquilo que realmente dói na nossa sociedade, bem pode ficar adormecido - bem pode ficar para outros...

É por isso é que quando alguém se diz de esquerda, alguns partidos se dizem de esquerda, o melhor é desconfiar e saber do que é que estão realmente a falar.

Afinal, quem é o Tubarão?

19.3.07

De ou na?

Publicada por zemanel |


No passado fim de semana decorreu o forum do PS - uma coisa pró modernaço, claro. Com os independentes - militantes do costume.
Uma espécie de piquenicão mas mais tecno, que o Sócrates já foi à Finlândia.
O Zézito da Covilhã, lá disse com os dois dedos no ar e olhos fixos no Teleponto:
"- Este é o governo que deixa mais marcas de esquerda."
Conclusão: a leitura de telepontos em comícios é muito traiçoeira. Estamos em condições de afirmar que o que estava escrito no teleponto era:
"-Este é o governo que deixa mais marcas na esquerda. "

19.3.07

pê-pês, tá a ver?

Publicada por zemanel |


Depois de dois longos anos ausente das feiras e mercados, o Paulinho e os betos amigos montaram a feira no Caldas. Os tios e as tias da direcção não se deixaram ficar e prontos...foi lindo!

Assim se vê a força do pê-pê!

(E andaram os paizinhos dos meninos a gastar pipas de massa com as propinas na católica...)

O pior é que é esta nova direita , ideóloga dos "modernos métodos de gestão" , beata, salazarenga e bafienta que vai tomando conta das nossas vidas: nas faculdades, nos jornais, nas empresas onde trabalhamos, na Saúde, nos Bancos...


19.3.07

JOSÉ LUÍS PEIXOTO: da primavera, dos pais.

Publicada por zemanel |


"Não há primavera se não imaginar erva fresca das palavras erva fresca ditas por ti; não haverá verão se não imaginar o sol da palavra sol dita por ti; não haverá outono se não imaginar o fundo do esquecimento da palavra morte dita nos teus lábios. Por isso, pai, no ar, o silêncio de ti é sofrer, no tempo que passa, no ar, no tempo que não passa já. Não passa o tempo, sustentando a mentira das coisas pequenas falsas que só já mudam de lugar, que apenas se sucedem, que unicamente tomam o sítio umas das outras, a mentirem, deixando rasto, restolhando o seu caminho com patinhas de rato entre arbustos secos mortos e os arbustos verdes e viçosos: e nasce o sol do ocaso último que morreu contigo; e brisas fingem as brisas verdadeiras que te tocaram o rosto; nem as nuvens nem o firmamento são os mesmos; apenas mentiras a substituírem mentiras a cada momento que não passa. Faltas tu a levar o tempo. Falta o teu olhar a guiar-nos se a chuva nos puxa. Pai, ter a tua memória dentro da minha é como carregar uma vingança, é como carregar uma saca às costas com uma vingança guardada para este mundo que nos castiga, cruel, este mundo que pisa aquele outro que pudemos viver juntos, de que sempre nos orgulharemos, que amámos para nunca esquecer.Descansa, pai, dorme pequenino, que levo o teu nome e as tuas certezas e os teus sonhos no espaço dos meus. Descansa, não vou deixar que te aconteça mal. Não se aflija, pai. Sou forte neste terra nos meus pés. Sou capaz e vou trabalhar e vou trazer de novo aqui o mundo que foi nosso. Vou mesmo, pai. O mundo solar.Reconhecê-lo-ei, porque não o esqueci. e também o tempo será novo, e também a vida. Sem ti e sempre contigo. A tua voz a dizer orienta-te, rapaz. Não se apoquente, pai. eu oriento-me . E vou. Anoitece a estrada no que sobra da manhã. Chove sol luz onde está o que os meus olhos vêem. A carrinha grande que prometeste, que planeaste para nós, que ganhaste a trabalhar meses, leva-me. Onde estás, pai, que me deixaste só a gritar onde estás? Na angústia, preciso ouvir, preciso que me estendas a mão. E nunca mais nunca mais. Pai. Dorme, pequenino, que foste tanto. E espeta-se-me no peito nunca mais te poder ouvir ver tocar. Pai, onde estiveres, dorme agora. Menino. Eras um pouco muito de mim. Descansa, pai. Ficou o teu sorriso no que não esqueço, ficaste todo em mim. Pai. Nunca esquecerei."

19.3.07

Porque a Primvera, bate-nos à porta

Publicada por zemanel |
14.3.07

RUAS CHEIAS!

Publicada por zemanel |


"(...)Com efeito, o direito começou por ser coacção quando os homens primitivos viam o direito como expressão de uma vontade superior, sagrada e transcendente, apenas mediatizada pelo sacerdote, onde quem o violasse incorreria na ira divina. O medo era pois o fundamento do direito.
Contudo, o crescente processo de socialização ( de sociedade), de polidização ( de polis) ou de civilização ( de cidade) transformou o direito em algo de racional.
O direito passou a ser um produto da liberdade e da responsabilidade e a coacção desviada para uma segunda linha, dado que as leis, como algo de racional, tendem a vincular racionalmente(...)"
José Adelino Maltez, in PRINCÍPIOS GERAIS DE DIREITO- uma perspectiva politológica, Tomo I O ambiente do direito, Instituto Ciências Sociais e Políticas, Universidade Técnica de Lisboa, Lisboa, 1991/1992

12.3.07

PELA NOSSA SAÚDE!

Publicada por zemanel |

Saímos à rua no Sábado.
Pelo defesa da saúde no Médio Tejo, fomos às três unidades do Centro Hospitalar do Médio Tejo.
Poderíamos ser mais? Pois, mas dias antes, alguns políticos locais comprometeram pessoalmente a sua palavra de honra em defesa do ministro!
Mas a Luta apenas começou agora!!! Isso já a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo sabe. Se faltarem à palavra dada, contem com muitos mais. E como disse o Manuel José Soares da Comissão de Utentes, se faltarem aos compromissos ( de boca) podem pintar a cara de preto!!!!
( e sendo assim estou cá bem desconfiado que o melhor é a comissão de utentes ir juntando uns trocos para umas latinhas de tinta preta para oferecer a alguma rapaziada que por aí anda...)

12.3.07

Quem somos nós para o desmentir?

Publicada por zemanel |


SE ELE O DIZ:

"Esta direita consentida é herdeira do marcelismo, seguidora do centrismo da ANP, accionista e sustentáculo de um regime, que pode ser tudo e o seu contrário desde que lhe permita viver bem consigo mesmo. Esta direita faz do pragmatismo a sua base ideológica e tem no chamado empreendedorismo o seu guia máximo. Nesse sentido tanto é conservadora, como anti – conservadora, liberal, como anti – liberal, federalista como nacionalista. O que para si conta é o curto e o médio prazo, pelo que a estratégia é sempre condicionada às tácticas que a conduzam e mantenham no poder. "

9.3.07

MORENI (OH MORENITA)

Publicada por zemanel |


Moreni – fixem este nome


Pode o Sol levantar-se radioso, todas as manhãs, nesta Cidade do Almonda? Este lugar único, quase mítico, onde reina a felicidade?
Pode, pois.
As más línguas é que não conseguem perceber o alcance de vista majestoso dos nossos governantes locais. Esses, os da má língua, esses do costume, falam da desqualificação das urgências do hospital, falam das filas às 6 da manhã no Centro de Saúde, criticam a decadência e degradação do Património e Centro Histórico, querem saneamento básico nas aldeias (vejam lá os malandros), contestam este magnífico modelo de desenvolvimento Económico e de Emprego baseado nos centros comerciais, Bases Logísticas e Recibos Verdes!
Uma malandragem que só está bem a dizer mal.
Agora descobriram esta história dos aumentos da água e, pasme-se, são contra o acordo de geminação com a Cidade Romena de Moreni.
Vamos por partes.
Comecemos pela geminação com a Cidade Romena de MORENI. Dizem que nunca ninguém ouviu falar em MORENI e que só fazemos geminações com Cidades Pobres! Tomara nós estarmos ao nível de Moreni!
Pois então tomem lá:
Moreni tem quase 21000 habitantes, 5 jardins de Infância, 4 Escolas Básicas, 2 Escolas de Ensino Superior e 2 Escolas Profissionais!!!!!!
Duvidam?
Está na Internet em:
http://www.primariamoreni.com/page64.html.
Ou seja, Moreni deve ter umas rotundas a menos que Torres Novas. Mas bolas, vai ser uma ajuda preciosa para os nossos autarcas!
Para ver se aprendem alguma coisa com os Romenos. Repararam bem nas Escolas que eles têm? E são Escolas que existem mesmo– não são miragens como a Universidade Lusíada!
Mas há mais…
A cidade de Moreni se calhar não tem avenidas de 4 faixas, mas tem:

- 3 Centros de Saúde com Médicos de Fam
- 7 laboratórios dentários com 7 médicos
- 2 laboratórios com 2 médicos
- Hospital Municipal com 4 valências:
- Medicina interna
- cardiologia
- enfermaria
- anestesia

Afinal quem vai aprender com quem?
Aliás os autarcas do PS na Câmara apenas continuam a sua veia internacionalista de sucesso: Já tivemos os Ingleses que piraram-se mais depressa do que o tempo que demora a tirar uma imperial, já nos prometeram Tailandesas e Estrelas de Hollywood na Quinta do Marquês, já nos prometeram os alemães e Holandeses a comer enguias no Boquilobo, agora vamos ter Romenos! Isto já não é uma Cidade – é uma verdadeira Torre de Babel!
E depois ainda há quem tenha a lata de falar do aumento dos preços da água! Há gente que é capaz de vir dizer que os aumentos da água se devem ao facto da Câmara de Torres Novas ter que pagar a 5 autarcas a tempo inteiro ( caso único no distrito de Santarém); de se desperdiçar água nas Rotundas e Jardins, de haver despesismo com acessores; etc…
Mas já se sabe, há pessoas que só estão bem a criticar!!!
Esses senhores da oposição sabem qual foi a terceira cidade do Mundo a explorar poços de Petróleo? Precisamente… Moreni – e é em homenagem a esse feito grandioso destes nossos novos irmãos da Roménia, que vamos pagar a água de casa ao preço do Petróleo!

5.3.07

Portugal suicidado

Publicada por zemanel |


Era uma vez um país
onde entre o mar e a guerra
vivia o mais infeliz dos povos
à beira-terra.
Onde entre vinhas sobredos
vales socalcos searas
serras atalhos veredas
lezírias e praias claras
um povo se debruçava
como um vime de tristeza
sobre um rio onde mirava
a sua própria pobreza.
Era uma vez um país
onde o pão era contado
onde quem tinha a raiz
tinha o fruto arrecadado
onde quem tinha o dinheiro
tinha o operário algemado
onde suava o ceifeiro
que dormia com o gado
onde tossia o mineiro
em Aljustrel ajustado
onde morria primeiro
quem nascia desgraçado.
Era uma vez um país
de tal maneira explorado
pelos consórcios fabris
pelo mando acumulado
pelas ideias nazis
pelo dinheiro estragado
pelo dobrar da cerviz
pelo trabalho amarrado
que até hoje já se diz
que nos tempos do passado
se chamava esse país
Portugal suicidado.
(...)
Ary dos Santos

5.3.07

Um cravo, em Santa Comba

Publicada por zemanel |

http://www.youtube.com/watch?v=IZ2olTUWOKA


Eu vi um cravo

naquelas ruas

de Santa Comba.


Era da cor vermelha

viva! viva!

da cor que o futuro tem:

Um cravo

tão Livre como uma pomba!


canhotices, 5 de Março 2007

5.3.07

Esta Bandeira

Publicada por zemanel |


A bandeira comunista
Foi como se não bastasse
tudo quanto nos fizeram
como se não lhes chegasse
todo o sangue que beberam
como se o ódio fartasse
apenas os que sofreram
como se a luta de classe
não fosse dos que a moveram.
Foi como se as mãos partidas
ou as unhas arrancadas
fossem outras tantas vidas
outra vez incendiadas.
À voz de anticomunista
o patrão surgiu de novo
e com a miséria à vista
tentou dividir o povo.
E falou à multidão
tal como estava previsto
usando sem ter razão
a falsa ideia de Cristo.
Pois quando o povo é cristão
também luta a nosso lado
nós repartimos o pão
não temos o pão guardado.
Por isso quando os burgueses
nos quiserem destruir
encontram os portugueses
que souberam resistir.
E a cada novo assalto
cada escalada fascista
subirá sempre mais alto
a bandeira comunista.

JOSÈ CARLOS ARY DOS SANTOS

5.3.07

aos 86 anos do PCP

Publicada por zemanel |



Foi na Ponte da Pedra, no Domingo passado. Com a nossa malta, do norte do distrito de Santarém. Caramba, 86 anos sempre são 86 anos! Ainda por cima 86 anos a olhar sempre para o futuro.

Estivemos lá (quase) todos. Com o Bernardino.

Em festa, pois.

Porque em festa também se luta!


MAIS MÉDICOS PARA OS CENTROS E EXTENSÕES DE SAÚDE!

URGÊNCIA MÉDICO-CIRÚRGICA E VALÊNCIAS BÁSICAS NAS TRÊS UNIDADES DO (CHMT) CENTRO HOSPITALAR DO MÉDIO TEJO!

TODAS AS INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS DE SAÚDE AO SERVIÇO DAS PESSOAS E DA REGIÃO!
++++++++++++++++++

INICIATIVA PÚBLICA DE SENSIBILIZAÇÃO E ESCLARECIMENTO
- SÁBADO - 10 de Março de 2007 -

Torres Novas – Concentração popular *
Junto Hospital das 13:30 às 14:30 horas
(caravana automóvel até Tomar)
Tomar – Concentração popular *
Junto ao Hospital das 15:30 às 16:30 horas
(caravana automóvel até Abrantes)
Abrantes – Concentração popular *
Junto ao Hospital das 17:00 às 18:00 horas

5.3.07

CONTRA O FASCISMO

Publicada por zemanel |


Em Santa Comba, uns clamaram pelo Salazar.
Outros não.

Antes de 1974, uns clamaram pelo Salazar.
Outros não.

O Mundo não mudou assim tanto.


5.3.07

em luta

Publicada por zemanel |

Cem Mil?
Cento e Vinte Mil?
Cento e Trinta Mil?
Cento e Cinquenta Mil?

Ena, tantos MIL!!!!
Sócrates escuta, O POVO ESTÁ EM LUTA!

Publicada por zemanel |


O PROJECTO PARA A SAÚDE DESTE GOVERNO PARA O MÉDIO TEJO É VERGONHOSO!

AS COISAS PODEM MESMO MUDAR!

QUE NINGUÉM ESTEJA DESCANSADO COM AS MAIS RECENTES AFIRMAÇÕES DE RESPONSÁVEIS COMO O PRESIDENTE DA CÂMARA DE TORRES NOVAS!

AINDA NINGUÉM OUVIU PUBLICAMENTE SENHOR MINISTRO DA SAÚDE!

NÃO HÁ DOCUMENTOS ESCRITOS NEM PROTOCOLOS ASSINADOS!

QUE NINGUÉM SE FIE EM TRINTA E UNS DE BOCA!

É PROIBIDO BAIXAR OS BRAÇOS!
A Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo irá promover, no dia 10 de Março, acções de sensibilização e esclarecimento, tendo como base três objectivos:

1 – Reforço do número de médicos nos Centros e Extensões de Saúde.

2 – Organização do Centro Hospitalar e respectiva Urgência no respeito pelas características pelas características sócio-demográficas do Médio Tejo.

3 – A prestação de cuidados de saúde deve ser factor de desenvolvimento sócio-económico da região do Médio Tejo.
VAMOS TODOS PARTICIPAR! TODOS SOMOS POUCOS! ´
SÓ A NOSSA VOZ NOS PODE DEFENDER!

2.3.07

Galrinho, adeus.(2)

Publicada por zemanel |


Era assim naquele salazarento tempo: quando as famílias eram de poucas posses e dinheiro mal chegava para a singeleza do pão e vinho sobre a mesa, feita a quarta classe (ou, amiúde nem isso...) mandavam-se os filhos mais espigadotes à labuta, para que a miséria não fosse tanta. Foi o que aconteceu Manuel Bento, que, aos 11 anos, foi para ajudante de pedreiro. O que lhe suavizava as mágoas era a esperança de que o futebol o resgatasse daquele triste fado. Aos 5 anos tornou-se guarda-redes do Riachense, começando, sobretudo, a aguçar o espírito de sacrifício: para se treinar tinha de fazer, todos os dias, ao fim do dia de trabalho e canseira, cinco quilómetros numa bicicleta pasteleira, da Golegã, onde morava, a Riachos. Assim foi, um ano inteiro, até que o Goleganense formou a sua equipa de juniores e Manuel se despediu do Riachense. Deu nas vistas, o Torres Novas e o União de Tomar quiseram contratá-lo, mas, de súbito, mais enleante seria o canto de sereia: à casa do pedreiro onde deixara já de ser aprendiz chegou o convite para se deslocar, à experiência, a Alvalade! Foi como se tivesse ganho o totobola. Foi. instalaram-no no Lar de Alvalade, durante três meses. Aprovou. Nunca percebeu porquê, um dirigente do Sporting abeirou-se, certo dia, de si, dizendo-lhe que fosse à Golegã pedir de borla a carta de desvinculação. Sentiu que seria dura a injustiça para um o clube que o lançara. E num assomo de dignidade, como muitos outros haveria de ter ao longo da sua vida, foi ao quarto, emalou a trouxa, apanhou a camioneta e regressou a casa, matraqueando, ao longo de todo o caminho, que, no Sporting nunca jogaria, mesmo que lhe dessem todo o dinheiro do Mundo!
A noite mágica do suplente de... Yashin
Por portas e travessas, ao Barreiro chegaram notícias da atitude do rapaz da Golegã. O Barreirense entrou na corrida e, a troco de 15 contos, acordou-se a transferência. Corria o ano de 1966... Em terra de grandes guarda-redes, Manuel Bento depressa demonstrou o seu talento. E. numa tarde pardacenta de 1968, em que tudo defendeu, haveria de vingar-se do que lhe tinham feito. O Sporting corria para o título, mas, a derrota em Alvalade, com o Barreirense, acabaria por trocar-lhe o passo, para gáudio dos benfiquistas então treinados por Fernando Riera! No ano seguinte, seria decisivo para o quarto lugar do clube, no Nacional, façanha que lhe permitiria o histórico acesso à Taça UEFA. Já não enganava. O Benfica lançou-lhe o isco, o Barreirense reagiu, com a estafada resposta de que era inegociável. A 8 de Dezembro de 1970, no Estádio da Luz, festa de homenagem a Mário Coluna, cabendo ao Benfica defrontar uma selecção mundial recheada de estrelas. A Bento coube a honra de ser suplente do mítico Yashin. Como o russo, foi para o campo todo vestido de negro. Brilhou e, nessa noite, os dirigentes benfiquistas juraram a si próprios que não perderiam tal pérola, pelo que, abrindo os cordões à bolsa, em Agosto de 1971, Bento tornou-se jogador do Benfica, onde José Henrique parecia de pedra-e-cal.
Momentos de glória do pedreiro que fez o liceu...
De aprendizagem foram os primeiros tempos. Não só em campo. porque, para se valorizar como homem, voltou à escola, fazendo, sem favores, todos os exames desde a quarta classe ao liceu. Na temporada de 1974/75, com Pavic como treinador, quando o Benfica se reapossou do título, Bento era já dono e senhor das redes da Luz...
Haveria de assinar exibições fabulosas, como uma, em Glasgow, pela Selecção, que lhe mereceu dos jornalistas ingleses o epíteto de... «homem de borracha». Haveria de estar 1290 minutos sem sofrer um golo, quer ao serviço do Benfica, quer da Selecção, haveria de ser herói em Moscovo, num dia gélido de 1977, contra o Torpedo, no qual, no desempate, defendeu dois pontapés da marca de penalti e marcou o derradeiro, que apuraria o Benfica! «Ah!, mas há outro jogo, ao serviço do Benfica, cuja memória me emociona ainda muito: a final da Taça de Portugal que disputámos no Estádio das Antas, com o... F. C. Porto. Ganhámos por 1-0, talvez tenha sido a tarde mais dramática da minha vida, um autêntico sufoco, se calhar maior do que aquele da Escócia, mas acabei por defender tudo e mais alguma coisa...»
A falta de fruta e de leite em Moscovo...
Mas, por vezes, nem sempre era o voo felino, na acrobacia da defesa, o herói de tantas horas e de tantos sonhos. Como todo o génio, Bento passou também por dias negros, desencantos vários. Por exemplo, aquela dramática jornada dos cinco golos sofridos pela Selecção de Otto Glória em Moscovo e das peripécias que se lhe seguiram, na fase de apuramento para o Europeu de 1984, em que, no rescaldo da derrota, Bento se queixou da falta de fruta e de leite. «Não disse aquilo para me desculpar, disse a realidade. Aliás, 10 ou 15 anos depois, as imagens da Rússia passaram a dar-me razão.» Logo correu o rumor de que comunistas mais indignados lhe destruíram a loja de pronto-a-vestir no Barreiro, que lhe puseram fardos de palha e caixotes de fruta podre à porta de casa. Nega tudo. «Essa história do fardo de palha está muito mal contada: eu é que, para a promoção de calças de ganga, fiz montras com fardos de palha, como adereços, e alguém confundiu tudo e lançou o boato...»
Igualmente negra a noite em que, na Luz, o Liverpool derrotou o Benfica por 4-1. Admite que esse foi o seu dia aziago. «O Benfica tinha todas as condições para eliminar o Liverpool, tínhamos perdido por 1-0, em Inglaterra, mas, pronto, foi um dia terrível para mim, terrível para todos nós. Assumo o fiasco, mas continuo a dizer, sem utilizar isso como desculpa, que no primeiro golo fui encadeado pela luz; depois, pronto, desabou tudo ali, os erros surgiram, a cabeça ficou quente de mais, acabei por sofrer um dos maiores frangos da minha vida, com a bola a passar-me, estupidamente, por baixo das pernas.»

Saltilho e a ridícula reforma de... nove contos
No México, o sonho transformou-se em pesadelo, na angústia de um pé mal posto na relva. Começava assim o seu fadário. «Para além de ter sido a minha desgraça, foi, também, a desgraça de Portugal. Quando me lesionei, houve jogadores que entraram em pânico, dizendo-me ao ouvido que, comigo de muletas, o sonho tinha acabado. Sinceramente, acho que se não tivesse tido aquele azar, não teria, sequer, havido... Saltillo no futeboI português. Portugal teria, pelo menos, passado aos oitavos -de-final, o brilharete acabaria por disfarçar todas as feridas. Mas como há males que vêm por bem, mal seria não ter havido Saltillo. Isto não é vaidade, mas como também não sou falso modesto... Aliás, os pessoas habituaram-se a ver em mim o salvador da pátria, o homem providencial que resolvia todos os problemas. Eriksson, por exemplo, costumava dizer que estava sempre à espero que eu desse um frango, para passar a poder dormir todas as noites mais descansado!»
No regresso do malfadado Mundial do México, de muletas, trazia ainda o coração a fermentar de vontade de lutar contra o destino. «Depois de mais ou menos recuperado, andei dois ou três anos como suplente, podendo não o ter sido. Teria, no entanto, de ser uma oportunidade de facto, não oportunidades de 30 ou 40 minutos. Por exemplo, o meu último jogo pelo Benfica provou isso mesmo: roubei ao Belenenses o acesso à Taça UEFA, sendo considerado o melhor jogador em campo. Que melhor prova de que, sem aquele acidente, poderia ter jogado ao mais alto nível, pelo menos até aos 43 anos?»
Perdeu muito dinheiro com o acidente no campo de treinos de SaltilIo. Ficou a receber uma indemnização ridícula. Em 1993 as mágoas ainda não estavam afogadas. Era natural. « O futebol não se compadece com sentimentalismos ou lamentações, continuo a repetir que não tenho nada contra o Benfica, mas contra certas pessoas do Benfica, sim. Parti para o México com três anos de contrato e quando regressei, com a perna partida, já só tinha... um ano!!! Apercebi-me, então, do mundo-cão que era o futebol. Estive, praticamente, 11 meses incapacitado, lutando desalmadamente para voltar à baliza, mas... acabei por ficar com uma reforma de nove contos, sem sequer direito a actualização pela taxa da inflação. Fui cobaia para médicos que nem me respeitaram. Lembro-me, por exemplo, que uma junta médica do seguro, na FPF, me manteve horas a fio em exames estúpidos, quando toda a gente via que eu estava no estado em que estava, cheguei a ser malcriado, a perguntar- lhes se não me queriam descascar até à ponta dos cabelos para perceberem que, de facto, teria direito à pensão ridícula de... nove conto! O Benfica, valha a verdade portou-se com muito mais dignidade. Apesar de não me pagarem pelo valor que estava acordado antes da partida para o México foram-me pagando, dignamente. .
Tornara-se, entretanto, treinador de guarda-redes. No ano passado, contudo, seria despedido da Luz através da frieza de uma... carta. Valeu-lhe Fernando Festas que o chamou para seu adjunto no Leça.
In "100 figuras do futebol português - Abola - 1996"

2.3.07

Galrinho, adeus.

Publicada por zemanel |



Manuel Galrinho Bento.

Dos campos da Golegã aos maiores relvados do Mundo. Com quinze anos a iniciar-se oficialmente no Clube Atlético Riachense, aqui do concelho de Torres Novas.

A história que se conta por aí, mas que ninguém confirma : o jovem Galrinho Bento terá feito testes no Desportivo de Torres Novas, tendo sido chumbado.

Mais tarde - O grande guarda-redes, desse Benfica dos anos 80: Humberto Coelho, Álvaro, Veloso, Pietra, Shéu, Diamantino, Carlos Manuel, Chalana, Néné, Stromberg...

e esse homem que metia a cabeça onde os outros não metiam os pés.

Fica também a memória no final dos anos 80 ( 1988?) desse jogo de festa da Taça de Portugal entre o Benfica e o Riachense, na Luz . Uma festa, a uma Quarta feira à tarde com o Rancho de Riachos e a Filarmónica Velha. Uma festa e um relato que ouvimos na escola, pela voz do Mourão (?) na Rádio Local de Torres Novas. Nesse dia as aulas ficaram para trás, mas o "nosso" Bento jogou um dos seus últimos jogos oficiais pelo Benfica.

Acho que o Riachense levou uma cabazada daquelas à antiga, mas foi bonita a festa, não foi Galrinho?

1.3.07

Mais uma pergunta, se faz favor!

Publicada por zemanel |

Os sites dos munícipios são em princípio espaços institucionais, para divulgação institucional. São Património Municipal, gerido com verbas municipais e devem servir para informação institucional. A transcrição integral de entrevistas que o Presidente da Câmara concede à imprensa enquadra-se nessa informação institucional? No site da Câmara :
http://www.cm-torresnovas.pt/noticias/noticia.asp?id=345
Pergunta-se: Se um vereador for entrevistado por um jornal terá o mesmo espaço de divulgação no site da Câmara?
E é legítimo transcrever a entrevista corrigindo "o valor da dívida da Câmara que, por lapso, foi erradamente transcrito na edição impressa do jornal."
De quem é o lapso? do jornal? Ou do Presidente?
Se alguém me quiser informar...

1.3.07

uma pergunta

Publicada por zemanel |
1.3.07

Fónix!... ainda dizem que somos radicais!

Publicada por zemanel |

Foto Mirante
A edição desta semana do MIRANTE traz um artigo de opinião assinado por JAE, intitulado a "A POLÍTICA COMO ELA É", a propósito do jantar de desagravo a Sousa Gomes ( presidente da Câmara de Almeirim) que António Rodrigues, Presidente da Distrital de Santarém do PS ( e Presidente da Câmara de Torres Novas). Para quem nos acusa tantas vezes de linguagem radical, o que vão chamar ao sr JAE? Fonix...Pode-se não gostar da política do homem, até pode-se não gostar dele, mas o texto até dói...O senhor, lá em Santarém, do Mirante passou-se!...(ou será que não? ) Ainda o Alberto João diz que em Portugal Continental há falta de testículos!
Querem ler o excerto final?
"(...) E é bom não esquecer que o PS a nível regional é a imagem pura e dura do seu líder distrital António Rodrigues: não tem credibilidade, não é respeitável politicamente, tem perdido para o PSD as autarquias mais importantes do distrito (nas últimas eleições perdeu Santarém, a jóia da coroa) e corre o risco de desaparecer do mapa se não surgirem líderes fortes que não sejam politicamente uns rústicos, deslumbrados e complexados como é o caso de António Rodrigues.
JAE(...)"
Mas o Mirante continua...na secção CAVALEIRO ANDANTE!... eis:
SECÇÃO: Cavaleiro Andante
Rodrigues mostra a sua raça
O PS organizou um jantar de apoio ao presidente da Câmara de Almeirim, Sousa Gomes, que tem sido alvo de críticas por parte do seu camarada e presidente da Assembleia Municipal de Almeirim Armindo Bento, que por causa disso vai levar com um processo disciplinar em cima por parte dos orgãos distritais. O anúncio foi feito pelo presidente da Federação Distrital Socialista, António Rodrigues. Que como não tem críticos internos em Torres Novas a quem aplicar a pastilha (porque lá toda a gente bate a bola baixa) recorre aos críticos de outros concelhos para mostrar a sua força. Pelos vistos no PS ainda há aquela coisa muito cara aos ditadores que se chama delito de opinião.
NOTINHA FINAL AO MIRANTE:
É só para informar que em Torres Novas nem toda a gente bate a bola baixa e muita gente sabe disso a começar por António Rodrigues e a passar pelo Mirante.
Um Abraço.




Subscribe